Pelo Sangue do Cordeiro | #Série Oração
2 de maio de 2020
#Dica Vivos | O Melhor App de Bíblia Off Line Grátis
9 de maio de 2020

#DicaVIVOS

Existe atualmente pelo menos 2.049 versões deste maravilhoso e necessário livro no mundo, em um total de 1.399 idiomas. Graças a Deus por isso! Mas falando em traduções e versões na língua portuguesa temos hoje uma diversidade distribuídas por várias editoras brasileiras.

A insistente pergunta que paira sobre muitos é:

Qual é Melhor ou Mais Indicada!?

Nos dias atuais contamos com muitas traduções da Bíblia para o Português, patrocinadas por entidades caracteristicamente protestantes e católicas (e também por entidades ecumênicas ou que não se caracterizam por ser nem protestantes, nem católicas, nem ecumênicas). Vamos aqui nos concentrar naquelas traduções que demonstram ser as mais importantes, em especial tendo em vista o público protestante leigo: cristãos interessados na escolha  no melhor texto bíblico em Português, isto é, o texto bíblico que seja, de um lado, fiel, tanto quanto possível, aos melhores manuscritos que temos do Antigo e do Novo Testamento, e, de outro lado, de leitura relativamente fácil e  agradável, dotada de uma escrita acessível, para que o brasileiro de hoje que tenha passado pela educação básica em uma escola pública possa entender sem grandes dificuldades.

Algumas pessoas preferem uma tradução mais antiga, como por exemplo, a edição Revista e Corrigida ou fiel de Almeida. Outros tem dificuldade com a linguagem arcaica, e preferem uma tradução mais atual, como a a NVI e a Nova Tradução na linguagem de hoje por exemplo.

O fato de existir mais de uma tradução, não deve ser visto como uma problema, mas sim como algo muito bom. Em geral, as diferentes traduções se complementam, ou seja, uma ajuda a entender a outra. Além disso, permitem uma leitura comparativa e uma melhor compreensão da mensagem da Bíblia.

Diferenças entre: Tradução x Versão.

Os termos tradução e versão se misturam e se completam. A tradução, propriamente dita, é o transporte de um idioma para outro, traduzir de uma língua que não se entente para uma língua materna. Versão também pode se caracterizar em revisões de uma obra literária no sentido de melhorá-la, obtendo assim, múltiplas versões de uma mesma literatura. Lembremos também que todas as versões e traduções bíblicas que temos hoje é fruto de traduções anteriores tanto do hebraico como do grego.


Quer Entender e Interpretar a Bíblia de Gênesis a Apocalipse para Pregar e Ensinar com Profundidade?


Vamos lá…
Não vou pormenorizar (detalhar) todas as versões aqui, mesmo porque seria muito exaustivo e extenso o post. Conforme as principais versões-traduções. Vejamos abaixo:

a) A Tradução Brasileira (TB) (1917, 2010)

b) A (Nova) Tradução para a Linguagem de Hoje (TLH/NTLH) (1988)

c) A Bíblia Viva e A Nova Bíblia Viva (1981, 2014)

d) A Nova Versão Internacional (NVI) (2000)

e) As Traduções / Versões Almeida

  1. A Tradução Almeida Original (A-O) (1676-1693, 1750-1753, 1819, 1860)
  2. A Versão / Tradução Almeida Revista e Corrigida (A-RC) (1898)
  3. A Versão / Tradução Almeida Revista e Atualizada (A-RA) (1959, 1993)
  4. A Versão Almeida Revisada (A-R) (1967, 1974)
  5. A Versão Almeida Corrigida Fiel (A-CF) (1994)
Outras principais que podemos citar;
  • Nova Versão Internacional (NVI) (2001 no Brasil)
  • Bíblia Viva / A Nova Bíblia Viva
  • Versão de Figueiredo (1772 e 1790)
  •  Tradução do Padre Matos Soares (1932)
  • Bíblia de Jerusalém (BJ)  (1981)
  • Tradução Ecumênica da Bíblia (TEB) (1994)
  • Bíblia Sagrada tradução CNBB (2002)
  • A Boa Nova – Tradução em Português Corrente (1993)
  • Entre outras…


Simples, fácil, sem precisar sair de casa e ainda com um professor para tirar suas dúvidas

Compare as Versões e Traduções:

Clique aqui!


Segue um Resumo de Algumas Traduções:

Bíblia Sagrada tradução CNBB – publicada em 2002 por um consórcio de sete editoras católicas brasileiras, baseia-se nos textos originais hebraicos, aramaicos e gregos, comparados com a Nova Vulgata. Ela se destina, entre outros propósitos, à citação  em documentos da Igreja Católica e à preparação de edições litúrgicas.

Nova Tradução na linguagem de Hoje (NTLH) – em 1988, a Sociedade Bíblica do Brasil lançou na Linguagem de Hoje (BLH) a primeira tradução completa da Bíblia feita por iniciativa da SBB. Em 2000, foi lançada a Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH), que se trata de uma segunda edição do texto da BLH, com alterações no texto do Antigo Testamento e uma revisão mais aprofundada da tradução do Novo Testamento. Orientada pelos princípios de tradução dinâmica, a NTLH emprega uma linguagem que é acessível às pessoas menos instruídas, e, ao mesmo tempo, aceitável às pessoas mais eruditas.

A Boa Nova – Tradução em Português Corrente – lançada em 1993 pela Sociedade Bíblica de Portugal. Foi preparada por biblistas protestantes e católicos e sua linguagem é próxima à usada pela maioria dos portugueses.

Versão de Figueiredo – tradução do Padre Antônio Pereira de Figueiredo a partir da Vulgata, entre os anos de 1772 e 1790. Foi a primeira Bíblia completa publicada no Brasil, em 1864.

Tradução do Padre Matos Soares – tradução datada de 1932, feita a partir da Vulgata. Editada originalmente em Portugal, foi várias vezes reimpressa no Brasil. Até há pouco tempo, era a versão mais difundida entre os católicos.

Bíblia de Jerusalém (BJ) – Edição preparada por uma equipe de exegetas católicos e protestantes. A Bíblia completa foi publicada em 1981. Uma edição revista e ampliada foi publicada em 2002.

Tradução Brasileira (TB) – a primeira Bíblia completa traduzida inteiramente no Brasil. O Trabalho foi feito entre 1902 e 1917 e teve Rui Barbosa como um de seus consultores e linguísticos. Era uma tradução bastante literal.

Tradução Ecumênica da Bíblia (TEB) – publicada em 1994 e reeditada em 2002. Os livros bíblicos foram traduzidos, introduzidos e anotados por uma equipe de estudiosos católicos, protestantes e judeus.

Nova Versão Internacional (NVI) – publicada no Brasil em 2001. Define-se como tradução Evangélica, fiel e contemporânea. Segue a filosofia de tradução da New International Version.

Almeida Revista e Corrigida (ARC) – a tradução de Almeida foi trazida para o Brasil pela Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira e entregue a uma comissão de tradutores brasileiros, que foram incumbidos de dar ao texto uma feição mais brasileira. Lançada no Brasil em 1995, sendo uma revisão feita em cima das 3 edições anteriores, a primeira delas de 1898.

Almeida Revista e Atualizada (ARA) – Fiel aos princípios de tradução de equivalência formal, que caracterizam o texto de Almeida, a edição Revista e Atualizada surgiu no Brasil após o trabalho de mais de uma década. A Comissão tratou de atualizar a linguagem, mas também levou em conta os últimos avanços da arqueologia e exegese bíblicas. A Bíblia completa foi lançada em 1959.

Leia Mais sobre a Bíblia.

O Antigo Testamento

Bíblia (do grego βίβλια, plural de βίβλιον, transl. bíblion, “rolo” ou “livro”).Em seu significado original, o termo bíblia vem da palavra grega “biblos” que significa “papel, livro, papiro” e pode ser utilizado para todo e qualquer conjunto de textos sagrados que contém os ensinamentos fundamentais de qualquer tipo de religião.

Antigo Testamento, também conhecido como “Escrituras Hebraicas”, tem 39 livros e constitui a primeira grande parte da Bíblia cristã, e a totalidade da Bíblia hebraica. Foram compostos em hebraico ou aramaico. 

Chama-se também Tanakhacrônimo lembrando as grandes divisões dos escritos sagrados da Bíblia hebraica que são os Livros da Lei (ou Torá), os livros dos profetas (ou Nevi’im), e os chamados escritos (Ketuvim). Entretanto, a tradição cristã divide o antigo testamento em outras partes, e reordena os livros dividindo-os em categorias; Leihistóriapoesia (ou livros de sabedoria) e Profecias.

Muitos séculos antes de Cristo, escribassacerdotesprofetasreis e poetas do povo hebreu mantiveram registros do que receberam de expiração de Deus, ou seja, o que Deus direcionou a escrever, contendo sua história, seu relacionamento com Deus, e direcionamentos que Deus estava estipulando. Estes registros tinham grande significado e importância em suas vidas e, por isso, foram copiados muitas e muitas vezes e passados de geração em geração, sendo até hoje pelos cristãos a verdade absoluta do que precisam saber sobre Deus e como devem viver.

A Lei compreende os primeiros cinco livros, tais como na Bíblia cristã. Já os Profetas incluem: Isaías, JeremiasEzequiel, os Doze Profetas MenoresJosuéJuízes1 e 2 Samuel e 1 e 2 Reis. Os escritos reúnem o grande livro de poesia, os Salmos, além de ProvérbiosEsterCantares de SalomãoRuteLamentaçõesEclesiastesDanielEsdrasNeemias e 1 e 2 Crônicas.

Os livros do Antigo Testamento foram escritos em longos pergaminhos confeccionados em pele de cabra e copiados cuidadosamente pelos escribas. Geralmente, cada um desses livros era escrito em um pergaminho separado, embora a Lei ocupasse espaço maior era escrito em dois grandes pergaminhos.

aramaico foi a língua original de algumas partes dos livros de Daniel e de Esdras. Hoje se tem conhecimento de que o pergaminho de Isaías é o mais remoto trecho do Antigo Testamento em hebraico. Estima-se que foi escrito durante o Século II A.C. e por isso, se assemelha muito ao pergaminho utilizado por Jesus na Sinagoga, em Nazaré. Foi descoberto em 1947, juntamente com outros documentos em uma caverna próxima ao Mar Morto.


Manual Bíblico das Questões Difíceis e Polêmicas da Bíblia


O Novo Testamento

Novo Testamento (do grego: Διαθήκη Καινὴ, Kaine Diatheke) é o nome dado à coleção de livros que compõe a segunda parte da Bíblia cristã, cujo conteúdo foi escrito após a morte de Jesus Cristo e é dirigido explicitamente aos cristãos, embora dentro da religião cristã tanto o Antigo Testamento (a primeira parte) quanto o Novo Testamento são considerados, em conjunto, Escrituras Sagradas.

Os livros que compõem essa segunda parte da Bíblia foram escritos a medida que o cristianismo era difundido no mundo antigo, refletindo e servindo como fonte para a teologia cristã. Essa coleção de 27 livros influenciou não apenas a religião, a política e a filosofia, mas também deixou sua marca permanente na literatura, na arte e na música.

O Novo Testamento é constituído por uma coletânea de trabalhos escritos em momentos diferentes e por vários autores. Em praticamente todas as tradições cristãs da atualidade, o Novo Testamento é composto de 27 livros. Os textos originais foram escritos por seus respectivos autores a partir do ano 42 d.C., em grego koiné, a língua franca da parte oriental do Império Romano, onde também foram compostos. A maioria dos livros que compõe o Novo Testamento parece ter sido escrito por volta da segunda metade do século I.

Fazem parte dessa coleção de textos as 13 cartas do apóstolo Paulo (maior parte da obra, escritas provavelmente entre os anos 50 e 68 d.C.), os evangelhos de MateusMarcosLucas e João (narrativas da vida, ensino, morte e ressurreição de Jesus Cristo, conhecidos como os Quatro Evangelhos), Atos dos Apóstolos (narrativa do ministério dos Apóstolos e da história da Igreja primitiva) além de algumas epístolas católicas menores escrito por vários autores e que tem com conteúdo instruções, resoluções de conflito e outras orientações para a igreja cristã primitiva. Por fim, o Apocalipse do apóstolo João.

Nem todos esses livros foram aceitos imediatamente pela Igreja. Alguma dessas cartas foram contestadas na antiguidade (antilegomena), como Apocalipse de João e algumas Epístolas Católicas menores (II PedroJudasTiagoII e III João). Entretanto, gradualmente eles se juntaram a coleção já existente que era aceita pelos Cristãos, formando o cânone do Novo Testamento. Outros livros, como o Pastor de Hermas, a epístola de Policarpo, as de Inácio e as de Clemente (I e II Clemente), circularam na coleção antiga de livros que era aceita por algumas comunidades cristãs. Porém, esses livros foram excluídos do Novo Testamento pela Igreja primitiva.

Curiosamente, apesar do Cânone do Antigo Testamento não ser aceito uniformemente dentro do cristianismo (católicosprotestantes , ortodoxos gregoseslavos e armênios divergentes quanto aos livros incluídos no Antigo Testamento), os 27 que formam o Cânon do Novo Testamento foram aceitos quase que universalmente dentro do cristianismo, pelo menos desde o século III. As exceções são o Novo Testamento da Igreja Ortodoxa da Etiópia, por exemplo, que considera autêntico o Pastor de Hermas (séc. II) e a Peshitta, Bíblia da Igreja Ortodoxa Síria, utilizada por muitas Igrejas da Síria, que não inclui o Apocalipse de João na lista de livros inspirados.

Fontes:

Theological Space

Wikipédia Versões da Bíblia

Holy Bible

Gospel Goods


Kit Pregador Completo

Como preparar sermões e pregar a BÍBLIA!

  • Dificuldades de Preparar uma pregação?
  • Gostaria de preparar seu próprio sermão mas não sabe por onde começar?
  • Não sabe qual texto usar em determinadas ocasiões?
  • Como se comportar na hora de uma ministração diante de uma plateia?
  • Lê a Bíblia, mas não consegue desenvolver uma mensagem?
  • Se suas dificuldades são essas e outras! Nós temos a solução!

Confira também os Estudos e Orações abaixo:

Veja Estudo sobre a “Indisposição para Perdoar” 

Oração de Libertação…

Oração Pelo Sangue do Cordeiro


Entre Para Lista VIP Vivos! Seja VIVO Para Deus

What’sApp


Pronto para aumentar suas vendas com a SumUp?

Então não perca tempo: escolha a máquina de cartão perfeita para o seu momento e comece a aceitar cartões agora mesmo! E o melhor: sem aluguel ou mensalidade.

Aceite cartões sem aluguel e com as menores taxas com as máquinas SumUp

Quero saber mais sobre a maquininha SUMUP – Fale comigo! Consultor SUMUP – What’sApp

Posts mais recentes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + vinte =